Imprensa

Share page on

Anglo American integra Conselho de Liderança Empresarial para uma Geração de Recém Nascidos Livre de HIV

A participação da empresa no conselho, formado pelos principais líderes empresariais do mundo, reforça seu engajamento na prevenção à AIDS

A Anglo American foi escolhida como um dos membros do Business Leadership Council for a Generation Born HIV Free (Conselho de Liderança Empresarial para uma Geração de Recém-Nascidos Livre de HIV), lançado durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. O conselho, formado por líderes empresariais de vários setores no mundo inteiro, é uma iniciativa do setor privado que tem como objetivo zerar, até 2015, a transmissão vertical do vírus HIV, que acontece quando a criança recebe o vírus da AIDS durante a gestação, o parto ou a amamentação.

“É uma honra saber que a Anglo American está participando do Conselho de Liderança Empresarial para uma Geração de Recém-Nascidos Livre de HIV. Com aproximadamente 95% das nossas operações localizadas nos países em desenvolvimento, concordamos que a saúde desempenha um papel vital na evolução humana, promovendo também o crescimento econômico. A empresa passou muitos anos engajada em projetos para superar o problema do HIV/AIDS e tenho certeza de que poderemos contribuir positivamente com esse esforço conjunto do conselho”, ressalta Cynthia Carroll, presidente global da Anglo American. Aproximadamente 28% das mães soropositivas passam o vírus a seus bebês. De 1,4 milhão de mulheres grávidas infectadas, 390 mil crianças nascem portadoras do HIV.

O Conselho de Liderança Empresarial para uma Geração de Recém-Nascidos Livre de HIV faz parte da United Nations Millennium Development Goals Health Alliance, órgão da ONU criado com o objetivo de utilizar o peso do setor privado para abordar grandes desafios mundiais com relação à saúde. Os membros da entidade representam os setores de finanças, mídia, telecomunicações, saúde, mineração, tecnologia e varejo.

Luta contra a AIDS no Brasil

No Brasil, as Unidades de Negócio Níquel e Minério de Ferro, da Anglo American, possuem parcerias com a ONG Reprolatina – Soluções Inovadoras em Saúde Sexual e Reprodutiva - nas áreas onde seus negócios estão instalados, auxiliando na prevenção e capacitação de jovens e adultos. Os projetos têm como objetivo levar conhecimento às comunidades locais.

A Unidade de Níquel, por exemplo, desenvolve a iniciativa “Vivendo a Adolescência com mais Saúde em Barro Alto”. Em seu terceiro ano de funcionamento, contribui para que os adolescentes de Barro Alto (GO) tenham informações e tomem decisões próprias, construindo seu projeto de vida com mais segurança nas questões sexuais e reprodutivas. Ao participarem de capacitações, os jovens tornam-se multiplicadores de informação e ensinam outros voluntários, ganhando o título de Adolescentes Agentes Voluntários de Saúde (AAVS). Assim, o projeto, que nos primeiros dois anos atingiu 4.800 pessoas, passa a ser propriedade da comunidade e não da empresa que apoia ou da instituição que o desenvolve.

O “Vivendo a Adolescência com mais Saúde em Barro Alto” possui quatro públicos-alvo como foco de suas capacitações: adolescentes, profissionais da área de saúde, mulheres da comunidade e, no futuro, os próprios trabalhadores da Anglo American. Ao todo, 140 pessoas já passaram pela capacitação direta, repassando seus conhecimentos para as escolas, postos de saúde e suas famílias. Em dezembro, marcando o Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, a Reprolatina, junto à Anglo American, desenvolveu ações com os empregados que trabalham no projeto Barro Alto e também com a comunidade da cidade.

Em Niquelândia, por sua vez, a Unidade de Negócio de Níquel da Anglo American possui uma parceria de três anos com o Instituto Cultural Barong. Em ações específicas ao longo do ano, como o Dia do Caminhoneiro e o Dia do Homem, são distribuídos à população folhetos informativos, gibis em formato de cartilha (desenvolvidos pela Anglo American) e preservativos masculinos e femininos, com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o tema e desmistificar o tabu existente em torno de DSTs/AIDS. Além disso, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Niquelândia, a Barong e a Anglo American promovem diversos encontros de Reciclagem de Conhecimento entre os enfermeiros e agentes de saúde da cidade. A cada mês, 150 profissionais se reúnem para trocar experiências sobre saúde sexual e reprodutiva.

Já a parceria da Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil da Anglo American com a Reprolatina foi iniciada com a criação do Programa Empoderamento, que tem o objetivo de conscientizar as pessoas e formar multiplicadores do conhecimento para contribuir com a redução dos índices de DSTs e AIDS e gravidez na adolescência. O programa também busca incentivar a população a fazer o teste anti-HIV para que seja feito o diagnóstico precoce e antecipado o tratamento, sobretudo com mulheres gestantes. De agosto de 2010 até o final do ano passado, mais de 13 mil pessoas foram beneficiadas nos municípios mineiros de Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim, Alvorada de Minas e também no estado do Amapá, onde a empresa atua.

Os públicos-alvo da iniciativa são os profissionais de saúde, empregados Anglo American e terceirizados, educadores, adolescentes e líderes comunitários. No curso de capacitação, com duração de 120 horas, os participantes recebem atualização em DSTs e HIV/AIDS e gravidez na adolescência, sobre a importância do uso da camisinha, risco de doenças e temas relacionados à educação sexual e reprodutiva. Além disso, discutem a política nacional de DST e saúde reprodutiva do Ministério da Saúde.

 O Programa Empoderamento, em Minas Gerais, ainda passou a ser apoiado pela coordenação de DST da Secretaria de Saúde do Estado. A partir de abril deste ano, as equipes de saúde dos municípios mineiros de Conceição do Mato Dentro, Alvorada de Minas e Dom Joaquim, da Anglo American e das empresas colaboradoras serão capacitadas em aconselhamento em HIV-Aids. O Estado também irá contribuir na estratégia de testagem, tratamento e assistência (fluxo, tipo de teste e capacitação em teste rápido), bem como na implementação de ações para auxiliar mulheres vítimas de violência sexual.