Imprensa

Share page on

Conceição do Mato Dentro ganha Complexo Educacional que vai oferecer qualificação profissional e curso superior para a região

Senai, UEMG e UAB irão compor o Complexo, que será entregue à comunidade pelo Governo de Minas Gerais e Anglo American nesta sexta-feira, dia 7

A comunidade de Conceição do Mato Dentro e municípios da região contam, a partir de amanhã, sexta-feira, dia 7, com uma estrutura educacional que irá oferecer ensino de qualificação profissional e superior para a região, que não possui universidades e escolas técnicas. Trata-se do Complexo Educacional Ginásio São Francisco, em Conceição do Mato Dentro (MG). A inauguração será nesta sexta-feira, dia 7, às 15 horas, com a presença, do vice-governador do Estado de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, do presidente da Anglo American, Unidade de Negócios Minério de Ferro Brasil, Stephan Weber, além de representantes da FIEMG e autoridades locais. 

A restauração do Ginásio São Francisco é fruto de convênio entre Anglo American, Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro, Senai e Mitra Diocesana de Guanhães. A Anglo American investiu na reforma do edifício e na contratação do Senai. A Mitra Diocesana de Guanhães cedeu o prédio em comodato para a Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro, responsável pela administração do prédio.

O local vai sediar a unidade do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), que passará a oferecer cursos profissionalizantes e de qualificação para a comunidade local. O Complexo também abrigará uma unidade da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e a Universidade Aberta do Brasil (UAB) e terá salas destinadas para a Prefeitura do município de Conceição do Mato Dentro e para a Mitra Diocesana de Guanhães.

“O Ginásio São Francisco é um importante legado local e a Anglo American pode proporcionar o resgate da memória desse patrimônio de Conceição do Mato Dentro. Hoje estamos devolvendo parte da história à comunidade que nos recebeu. Mais do que isso, será o local onde iremos formar a mão de obra local para trabalhar em nossas operações”, comenta Stephan Weber.

A Anglo American investiu cerca de R$ 3 milhões na restauração do prédio, que teve duração de 16 meses de obra. Somente na área que abrigará o Senai haverá seis salas de aula, laboratórios de informática e de mecânica e biblioteca.

Qualificação profissional
Os cursos de capacitação oferecidos pelo Senai atendem a uma demanda da Anglo American de formar mão de obra local para trabalhar na operação do Projeto Minas-Rio, atualmente em fase de obras e com primeiro embarque de minério de ferro previsto para o 2º semestre de 2013. Na fase de operação, o Projeto Minas-Rio vai gerar cerca de 1.300 empregos diretos e 3500 indiretos, sendo que a maioria ficará concentrada em Minas Gerais, principalmente para moradores dos municípios de Conceição do Mato Dentro, Alvorada de Minas, Dom Joaquim e Serro.
 
Como o objetivo da empresa é buscar os profissionais nos municípios onde atuará, a Anglo American vai promover cursos de qualificação de mão de obra local, em parceria com o Senai. Do total de vagas a serem abertas, 600 serão preenchidas por profissionais egressos dos cursos promovidos pelo Senai.

O Programa de Capacitação de Mão de Obra Local será iniciado a partir do próximo ano, com o início dos cursos no Complexo Educacional Ginásio São Francisco. Após participarem dos cursos, os alunos passarão por um processo seletivo.

Serão oferecidos cursos de Eletricista, Soldador, Mecânico de Mina e Planta de Beneficiamento, Operador de Mina e Operador de Beneficiamento.

Sobre o Ginásio São Francisco
O Ginásio São Francisco é o símbolo local da educação. O prédio, que por décadas foi a sede de uma das mais importantes escolas da região, onde se formaram grandes personalidades como o professor Aloísio Pimenta e José Aparecido de Oliveira, foi totalmente restaurado pela Anglo American, mantendo as características originais da edificação de 1918.

O Ginásio São Francisco pertence à Mitra Diocesana e foi inaugurado em 1918, sob direção dos padres Capuchinhos. No início, o local oferecia cursos de técnicas agrícolas e com o tempo passou a oferecer o atual ensino fundamental e médio. Voltado exclusivamente para homens, o Ginásio fechou na década de 1980. No período de prosperidade, o São Francisco recebeu alunos de todo o país e também do exterior, que procuravam a instituição pela qualidade do ensino.